Os líderes do SINPREFI estiveram no gabinete do prefeito Chico Brasileiro, nesta quarta-feira (6), às 11h, para cobrar algumas medidas em relação às negociações já em andamento e que beneficiam filiados. “Temos diálogo aberto com o município para levar adiante a nossa Pauta de Negociação Permanente, com isso temos avançado em muitas questões,” pontuou Maria Rice, presidente do SINPREFI. Ela, a diretoria pedagógica do SINPREFI, Elaine Ribeiro, a secretária geral, Marli M. de Queiroz e o auxiliar administrativo do sindicato, Osvaldo da Silva participaram da reunião.

PARIDADE DOS APOSENTADOS
O prefeito Chico Brasileiro recomendou que o SINPREFI encaminhe um ofício à Prefeitura, solicitando levantamento dos vínculos para o cálculo do reenquadramento dos professores aposentados que não foram contemplados no Plano de Carreira de 2015. No total, são 439 profissionais da educação que não tiveram direito à paridade com os professores da ativa, avançando três referências.

As negociações encabeçadas pelo SINPREFI em torno desse tema se intensificaram desde julho do ano passado. Ontem, o prefeito ressaltou que é preciso avançar com prudência: “Se há distorções temos que corrigir, mas é preciso obervar a questão financeira do município,” justificou.

PROFESSORES EM MESTRADO
Em relação ao pedido de afastamento de 40 horas para professores que fazem mestrado, o prefeito pediu um pouco mais de tolerância até a chegada das férias e garantiu que encaminhará pedido à Câmara de Vereadores para alteração na lei do Plano de Carreira do Magistério.

14 º e 15º SALÁRIOS GARANTIDOS
O prefeito garantiu que vai pagar na folha de junho os atrasados do 14º e 15º salários referentes aos prêmios do IDEB. O pedido já está sob análise dos vereadores para aprovação de ajuste no orçamento. Chico Brasileiro destacou que propõe a implementação de uma nova forma de premiação aos professores da Rede Pública Municipal, não levando em conta apenas os resultados do IDEB.

16º SALÁRIO PARA DUAS PROFESSORAS
Em Foz, há duas professoras da Escola Municipal Cândido Portinari, que conseguiram mais de 27% de aumento nas notas dos alunos, no IDEB de 2013 – o que garantiu, na época, direito ao 16º salário. O prefeito vai analisar a situação.

AGENTES DE APOIO NO MAGISTÉRIO
Os representantes do SINPREFI também entregaram um ofício ao prefeito solicitando que os agentes de apoio que atuam nos CMEIs deixem de ocupar o grupo técnico administrativo e passem a ocupar o grupo ocupacional do magistério, já que atuam especificamente com as equipes da educação – considerando que são representados pelo SINPREFI.

VALE-ALIMENTAÇÃO
A questão do vale-alimentação para os servidores foi tratada na reunião. O prefeito disse que essa possibilidade está sendo analisada, mas que há uma preocupação muito grande com a questão do déficit do FozPrev, e que isso é prioridade neste momento.

160 HORAS DE CAPACITAÇÃO
Os sindicalistas cobraram, do prefeito, agilidade na questão das análises dos pedidos de avanço na carreira por 160 horas de capacitação. Apesar dos deferimentos publicados em diário oficial, ainda há muitos professores que entraram com recursos e aguardam novo posicionamento.

Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.