SINPREFI AGUARDA POSICIONAMENTO DA COMISSÃO ESPECIAL DE VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAS DA CÂMARA PARA TRATAR DO RETORNO
As diretoras do SINPREFI, Viviane Jara Benitez e Marli Maraschin de Queiroz, reuniram-se com a Comissão Especial de Estudos dos Procedimentos para o Retorno às Aulas Presenciais no Município, da Câmara de Vereadores, e debateram a realidade encontrada nas instituições de ensino. Foi no dia 12 de julho, na sala de reuniões da Câmara Municipal. A vereadora Anice (PL) se comprometeu em realizar nova reunião com os membros da comissão para estabelecer estratégias, montar um relatório e um cronograma para fiscalizar as unidades de ensino público municipal da cidade.
Até o momento o sindicato não recebeu informação de ação da comissão pós-reunião.
A comissão é formada por: Alex Meyer (PP), como presidente; Anice (PL), como relatora e Edivaldo Alcântara (PTB), membro. Foi criada com o objetivo de acompanhar in loco o retorno das atividades presenciais do município; solicitar dados epidemiológicos do município e fazer todo monitoramento de como será feito esse retorno.
Na reunião com os vereadores, Marli Maraschin compartilhou a fala do professor e pesquisador Victor Horácio de Souza Costa Junior, na Live realizada pelo SINPREFI com o tema “COVID EM CRIANÇAS”, no mês de junho: “As crianças são bombas virais, muitas vezes assintomáticas”.
Outros apontamentos feitos pelas líderes sindicais foram:
– Todos os profissionais terceirizados que atuam nas instituições estão vacinados?
– Como retornar as aulas presenciais sem que todos tenham tomado a segunda dose da vacina?
– Qual o critério para fechamento das escolas?
O SINPREFI tem feito visitas às escolas e CMEI’s, especialmente no retorno das aulas presenciais com o projeto-piloto estabelecido pela administração. Nosso sindicato também possui comunicação direta com os servidores da educação do município pelos canais de comunicação do sindicato (telefone, WhatsApp, redes sociais), por onde chegam muitas demandas.
Durante o cenário pandêmico, foram feitas visitas, Lives sobre Covid-19, Audiência Pública, reuniões com a secretária de educação, reuniões com o prefeito, entre outras ações, na tentativa de manter as aulas de forma remota e resguardar a saúde de toda a comunidade escolar. “Acompanhamos, dia após dia, a situação da Covid-19 nas escolas de Foz. Os profissionais da educação não pararam nenhum minuto”, comentou Viviane.
O SINPREFI exige da gestão, desde o ano passado, EPI’s adequados para os profissionais da educação, como máscaras de proteção indicada pelos órgãos sanitários, vacinação para toda a comunidade escolar, jalecos de todos os tamanhos, entre outras providências. Além dos protocolos, promoveu atos e manifestações em defesa da vida de todos, lutando por vacinação gratuita e para todos.
Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.