SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL ADIA NEGOCIAÇÃO DE: PROGRESSÕES, PROMOÇÕES E AVANÇOS REPRESADOS PARA O FINAL DO MÊS DE MAIO
A diretora de políticas sindicais do SINPREFI, Viviane Jara, participou de reunião com o secretário de Administração do município, Nilton Bobato e com dirigentes do SISMUFI. A reunião foi na tarde de sexta-feira (23), no gabinete do secretário, em pauta: progressões, promoções e avanços represados.
Nilton Bobato anunciou a antecipação do pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário de 2021 para a primeira quinzena do mês de maio. O pagamento será efetuado aos servidores que fizeram solicitação. Aos servidores que solicitarem a partir de hoje, os pagamentos serão efetuados nos meses posteriores a maio. Sobre o décimo terceiro dos aposentados, os dirigentes dos sindicatos farão um ofício conjunto para encaminhar diretamente a Foz Previdência.
Sobre a negociação de: progressões, promoções, retroativos e avanços represados, o secretário de Administração pediu aos dirigentes dos sindicatos que essa conversa seja retomada no final do mês de maio, nesse período a Administração municipal terá um parecer do novo índice das contas municipais. Segundo Bobato, há previsão dos pagamentos represados para o mês de agosto de 2021.
Viviane Jara enfatizou a dificuldade financeira que muitos servidores estão passando. Ela disse que, em muitos casos, a única renda familiar que restou nessa situação de pandemia foi a do profissional da educação.
Nilton Bobato divulgou que professores que foram exonerados, se aposentaram ou faleceram serão substituídos a partir de maio. Também comentou a previsão de concurso público para o segundo semestre desse ano, para cargos de secretários de escola e professores da Educação Infantil.
Outra questão tratada na reunião foi o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2020 e 2021. Os representantes sindicais expuseram na reunião informações de que outros municípios paranaenses já pagaram aos servidores com retroativo e questionaram como seria resolvido em Foz. De acordo com secretário de Administração será feito pedido oficial para a Procuradoria Geral do Município de Foz com os retroativos pendentes.
Quando questionado se a diminuição dos cargos comissionados não seria uma estratégia de diminuição do índice da folha de pagamento, Bobato defendeu que não haveria impacto considerável.
Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.