Diversos coletivos sociais, movimentos culturais, sindicatos e entidades de classe se reuniram ontem (01), na Praça da Bíblia, em Foz, para um ato de mobilização pelo Dia do Trabalhador. A mobilização começou por volta das 17h.

Houve exposições de fotos e textos com referência ao cotidiano da classe trabalhadora do país, além de amostra de faixas que resumiam a intenção do ato: protestar pela retirada constante de direitos e pela opressão sofrida pelos trabalhadores, além da atual afronta à aposentadoria.

Representando a APP-Sindicato/Foz, Cátia Castro, falou em nome de todos os manifestantes e frisou: “Hoje não é Dia do Trabalho. Hoje é Dia do Trabalhador!”.

A posição contrária dos manifestantes em relação à reforma da Previdência foi abordada por meio da distribuição de panfletos informativos, além do cálculo da aposentadoria realizado na hora para os interessados. #SINPREFI #ReformaDaPrevidência #DiaDoTrabalhador

Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.