Grupo de profissionais que atuam na rede pública municipal de Foz e aposentados esteve no prédio do gabinete do prefeito Chico Brasileiro, hoje (04), em busca de resposta para reivindicações da categoria.


Cumprindo deliberação da Assembleia Geral do sindicato da categoria realizada na última segunda-feira (02), um grupo de profissionais da rede pública municipal de Educação de Foz do Iguaçu esteve hoje (04) cedo no prédio do gabinete do prefeito Chico Brasileiro. O objetivo era conseguir uma resposta aguardada desde o ano passado, principalmente, em relação à paridade dos professores aposentados com os que estão na ativa e à inclusão dos secretários de escola no Plano de Carreira do Magistério.

Depois de uma hora de mobilização, a presidente do Sindicato dos Professores e Profissionais da Educação da Rede Pública Municipal de Foz do Iguaçu (SINPREFI), Marli Maraschin de Queiroz, e a diretora de políticas sindicais, Viviane Jara Benitez, foram atendidas pela secretária municipal de administração, Salete Horst. Em seguida foi redigido um ofício em resposta aos pedidos anteriores do SINPREFI marcando reunião para apresentação do impacto financeiro das reivindicações para o dia 18 de março, às 17h.

Mesma data da Greve Geral da Educação

A reunião foi marcada na mesma data em que haverá Greve Nacional da Educação, convocada para 18 de março em todo o Brasil pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Os protestos serão contra o fim do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), previsto para dezembro de 2020. Em Foz, os detalhes da manifestação ainda estão sendo definidos e a pauta local também será defendida.

Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.