O atuário Luiz Claudio Kogut (profissional que faz projeções levando em conta instruções do Ministério da Previdência) apresentou hoje (29) cedo, em Audiência Pública, na Câmara de Vereadores os relatórios de Avaliação Atuarial – Ano Base 2019/ data-base 2018, referente aos dois fundos geridos pela autarquia previdenciária: o Previdenciário e o Financeiro. Essa apresentação é uma obrigatoriedade legal que precisa ser cumprida pela FozPrev.

No início da apresentação, uma fala dele resumiu a atual situação:

– É importante que vocês saiam daqui, hoje, entendo que, na eventualidade da aprovação de alguma reforma, muito provavelmente, num próximo exercício, a gente vai ter um resultado bem diferente do que a gente vai apresentar agora.
– Melhor? – um participante perguntou do plenário.
– Do ponto de vista do resultado atuarial sim. – ele respondeu. Não sei se para os servidores vai ser melhor.

Representantes do SINPREFI acompanharam a Audiência Pública, entre eles, a assessora jurídica do sindicato, dra. Solange Machado, a presidente do SINPREFI, Marli M. de Queiroz, a diretora de previdência e aposentados, Ivete Ana Frizon, a diretoria de políticas sindicais, Viviane Jara Benitez e um grupo de aposentados da Educação. *Alguns vereadores também acompanharam a apresentação dos relatórios*.

O Fundo Financeiro, um dos fundos geridos pela FozPrev, apresenta um déficit milionário ocasionado por sucessivas más gestões passadas. O SINPREFI considera a situação gravíssima e acompanha os debates em torno do tema para cobrar, do executivo municipal, solução que não comprometa o direito de aposentadoria dos servidores da Educação. #SINPREFI #Aposentadoria #FozPrev

 

Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.